26 July 2007

Que língua é essa?

Além de ser analfabeta em japonês, eu preciso, muitas vezes, de uma dose extra de paciência extra para conversar com os brasileiros. É que aqui não é raro encontrar conterrâneos que misturam as duas línguas.

Então, a frase sai metade em japonês e metade em português. Os que chegaram aqui há muito tempo é até compreensível (há quem discorde), mas vejo gente que está aqui há menos tempo que eu falando assim.

Hoje ligou um leitor e eu entendia as coisas que ele falava pela metade. Ele estava, coitado, com problemas no trabalho e falou que: "Eu fui no (xxxx) reclamar da minha situação, mas eles mandaram eu resolver no (xxxx)". Fiquei viajando. Como ele estava nervoso, achei melhor não pedi para traduzir, mas já aconteceu de'u dizer ao leitor que não estava entendendo o que ele estava falando. Não sinto a menor vergonha em pedir, afinal ele é brasileiro e eu também, portanto, em tese, falamos a mesma língua. Ou não?

Também tenho que recorrer ao colegas-dicionário para enteder algumas explicações que são dadas em reuniões. Quando o termo só existe em japonês, eu até entendo. Mas, em geral, a platéia é formada só por brasileiros e a palavra dita em japonês existe em português. Fica complicado!


Outro dia alguém soltou na reunião: "Os rapazes que fazem chuugakkoo aqui param de estudar pra trabalhar. Aí, não fazem o kookoo, viram furyoo e assaltam konbini". Entenderam? Eu também não... Aí, alguém traduziu para mim: "Os rapazes que fazem ensino fundalmental aqui param de estudar para trabalhar. Aí, não fazem o ensino médio, viram rebeldes e vão assaltar lojas de conveniência". É mole ou quer mais?

Sei que tem uma dose de ignorância minha por não falar a língua, mas vejo até gente que domina o japonês se irritar com esse tipo de coisa. Dizemos que alguns brasileiros no Japão não falam português nem japonês, mas uma língua chamada dekasseguês. Dekassegui é o termo japonês usado para designar qualquer pessoa que deixa sua terra natal para trabalhar, temporariamente, em outra região. A denominação também é usada, erroneamente, como sinônimo para todos os brasileiros que vivem no Japão.

Confesso que até incorporei algumas palavras ao meu vocabulário, como konbini (loja de conveniência). Vamos combinar que é mais bonitinho e mais curto também. Até Paul, o super resistente a aprender idiomas, fala konbini. Mas falo isso apenas para pessoas que sei que vão entender e não é sempre. Como falo também o kawaii, que significa bonitinho. Mas, se é para aprender uma nova língua e esquecer o português, tô forinha!

7 comments:

karuzo said...

Mandou benzao! Eu sou um deles que nao concorda que o tempo pode ser desculpa para as pessoas misturarem os dois idiomas. Confesso que algumas, como o tal do konbini, eu tbm uso, por ser muito mais curto do que loja de conveniencia. Mas vc tocou em outro ponto importantissimo. Nem todos sabem japones e alguns, nem obrigacao de saber tem. O grande problema e que quem usa esse tipo de linguagem, nao esta nem ai para se a pessoa sabe ou nao japones. E eh aih que eu acho que estah o grande pecado, para nao dizer, a falta de respeito.

Karina Almeida said...

tambem acho muito feio - e problematico! ja que a pessoa do outro lado da "linha" tem que ser bilingue pra entender - e vivo me policiando para nao cair na "tentacao".

mas descobri que isso nao acontece so aqui. nem so com os brasileiros. ufa! os gringos tb misturam ingles com japones, os peruanos misturam espanhol com japones, os brasileiros nos eua tb misturam portugues com ingles e por aih vai...

acho que eh coisa de imigrante. nao so da nossa comunidade aqui.

de qualquer maneira, levanto a bandeira: pessoal, vamos parar com isso! a gente nao aprende a lingua estrangeira direito e ainda esquece o nosso portugues! :P

Lula said...

Caramba gisele, que kawaiizinho teu post. pensei que estavas na Nova Zelãndia. E tem Bruna siqueira que também é uma kawaiizinha que tá pelo Japão. Que bom. Aprendo todo dia uma coisa nova sobre estas plagas.
beijos
Lula

Daniela said...

OI Gisa

Quantas saudades de vc.
Seu blog continua de parabens.
Ri muito c o seus textos eu imagino a dificuldade de tentar entender essas pessoas que falam japobrasil.
Muita luz nos seus caminhos.
Bjs

Margot said...

oi Gisele

Acontece exatamente isso, a gente mistura tudo....
o dekassegues é o mais engraçado...estou tsukaretado...quer dizer estou cansado...
bom dia de gozaimasu....só para tirar sarro...
a gente escuta cada uma...
mas, assim a gente vai aprendendo...ou desaprendendo..
problemas de imigrante, ne
um beijo e bom domingo

SiL ツ said...

Ahh isso acontece mesmo quando vc ta estudando uma lingua nova ;] quando começei a fazer espanhol pensava em inglês..ai depois q fui fazer tbm italiano começei a falar em espanhol...hj se me estresso muito misturo tudo Hahahahah fica uma salada XDD.
Eu num entendo quase nda de jap. então vc nem imagina como eu entedi essa frase "Os rapazes que fazem chuugakkoo aqui param de estudar pra trabalhar. Aí, não fazem o kookoo" UHuhauhauhauhauhauh

Gostei muito do seu blog vou voltar sempre ;]bjs

Anonymous said...

Kkkkk to aqui morrendo de rir kkkkk to morrendo de saudades suas bjs enormes da Veronica & Tate xoxo