15 February 2007

Meu visto saiu!

Passei ontem (13) o dia na imigração, mas valeu a pena. Tudo bem, o "dia" é exagero, mas, cheguei lá às 10h e só saí às 15h. Portanto, é quase o dia inteiro. A ida para a imigração ontem foi a última etapa do meu processo de solicitação de mudança de visto - da categoria dependente para a categoria trabalho. Eu entreguei minha documentação há duas semanas e, na ocasião, também fiquei umas 3 horas por lá. Mas, no frigir dos ovos, tudo correu até bem mais rápido do que eu estava prevendo.

Agora, sou uma trabalhadora legal no Japão. Calma! Eu não estava ilegal antes, mas eu tinha um horário limitado de trabalho (28 horas por semana). Depois dessa aprovação, esse limite acaba. Isso é muito legal porque posso parar de fazer contas - o que é um alívio - e também posso me dedicar a algumas coisas no jornal que eu não podia antes porque o horário não permitia - ou seja, agora vou suar a camisa, de verdade! Também me dá um pouco de sensação de independência porque meu visto era vinculado ao de Paul. Agora, sou uma mulher livre!!! Ele morre de rir quando digo isso...

Apesar de ter ficado tanto tempo na imigração, quero esclarecer que é tudo muito organizado. Os problemas (assuntos) são divididos por setores. Cada setor possui um sistema informatizado de espera (a boa e velha senha). E tem uma coisa que acho muito legal: não há perigo de você entrar na fila errada porque antes de pegar sua senha você passa por um atendente, que checa seu tipo de documentação e pergunta qual é o seu problema. Aí, indica em que fila você deve esperar. Já pensaram eu ficar até 15h na fila que fiquei e descobrir que estava no lugar errado?

4 comments:

Anonymous said...

Nao acha que faltou um cafe brasileiro tambem, nao? Brasileiro eh abusado mesmo, sabia?

Gisele Scantlebury said...

Concordo que brasileiro é abusado. Mas, abusada ainda eu seria se exigisse alguém lá falando português. Só acho que é de se esperar que fucionários da imigração falem outra língua. Lidei com outras imigrações e na NZ, por exemplo, havia funcionários que falavam chinês, coreano e outras línguas. Quanto ao cafézinho, não se preocupe, eu não gosto. :p

Juliana and Tim said...

Gi,
conquistando fronteiras!!!
Isso e o que vale a pena ne,
Beijos
:)

Bridget said...
This comment has been removed by the author.