07 August 2006

Paul começou a trabalhar hoje, então, pela primeira vez, fui ao mundo sozinha. Primeiro, fui deixá-lo na estação do metrô logo cedinho e fui fazer uma caminhada. Acabei me perdendo, mas um pouco antes de entrar em pânico avistei o topo de um hotel que fica aqui perto e encontrei o caminho de volta. Ufa! Nada melhor que memória fotográfica. Depois do susto, voltei para casa e fui fazer uma mini-faxina - mini mesmo porque nosso apt tem pouco mais de 30 metros quadrados. Amanhã tem mais caminhada. A idéia é andar 1h, pelo menos, pelas redondezas para conhecer melhor o bairro onde estamos. Todo dia vou para uma direção diferente, até ter visto tudo. Ou quase tudo.

Tudo arrumadinho em casa, hora de botar a mochila nas costas e sair para conhecer Tóquio. Desde que nos mudamos para o apt, na sexta-feira, eu tento encontrar uma das famosas lojas de 100 Yen, o equivalente a NZ$ 1,50, para comprar algumas coisas que estamos precisando. Essas lojas, ao contrário de muitas do gênero no Brasil e na NZ, tem muitas coisas úteis, em especial utensílios para cozinha. Depois de pesquisar na internet sobre esse tipo de loja achei um comentário de alguém num blog dizendo que tinha uma 100 Yen num bairro chamado Harajuku. Peguei meu mapinha do metrô e arriquei. No tal blog dizia que a loja ficava a apenas alguns passos da estação do metrô - então, eu só precisava dar alguns passinhos para todos os lados possíveis e, fatalmente, acharia.

Achei e voltei para casa com o secador de pratos, jogo americano, cestinhas para organizar as coisas no banheiro, depósitos do tipo Tupperware, tesoura, pinça de cabelo e algumas outras coisinhas úteis, como umas sacolinhas bem legais que eles usam para separar roupa na máquina de lavar e tornar a lavagem mais delicada - são indicadas para roupas delicadas e lingerie. Duas sacolas cheias que saíram por pouco mais de $20. Uma barganha!

Aproveitei também para dar uma volta por Harajuku. O bairro é conhecido como centro da cultura teen. É possível encontrar milhares de lojas com produtos voltados aos adolescentes, que se vestem de um jeito bem particular nessa parte da cidade (foto). Também há muita loja de gripe - estou impressionada como os japoneses adoram grifes. Um paraíso para quem adora compras. Dizem que o movimento mesmo é no domingo, mas hoje, segunda-feira, tinha um mar de gente. Eu imagino como aquilo fica aos domingos.

E, claro, parada básica para almoçar porque ninguém é de ferro. Depois de muito andar, encontrei um restaurante japonês super agradável. Comi uns 10 sushis (perdi a conta) e paguei pouco mais de NZ$8. Ameeeeeiiiiii!!! O sistema desse restaurante é bem interessante. Eles têm uma esteira que fica passando com os sushis, você escolhe o que quer e vai fazer sua pilha de prato, cada um tem uma cor correspondente ao preço daquela iguaria. O mais barato custa 60 Yen e o mais caro 190 Yen. Eu paguei 510 Yen.

Depois disso tudo, hora de voltar para casa. Está tendo uma feirinha aqui no bairro e eu fui dar uma olhada. Eles vendem praticamente as mesmas coisas das lojas de 100 Yen, mas um pouco mais caro. Tem também um pouco de artesanato e muito "pra quê isso", como diz minha mãe.

3 comments:

stella said...

menina, ou tu é corajosa ou é doida... andar solta num lugar como tóquio e pegar o metrô sozinha é uma aventura que me custaria muito a realizar!

Gisele Scantlebury said...

Telinha, nao eh tao complicado nao. Mas, confesso, fiquei ate um pouco surpresa com minha coragem. E continuo andando... Aos poucos, vou conhecendo a cidade!

Anonymous said...

Very nice site! iowa cash in advance College girl lesbian nasty Long distance moving company 10 114 0 Allergic reaction scalp spreads dandruff dutch oven chicken New form of breast cancer Buy+cheapset+phentermine Tucson national golf resort winsor pilates calories Watch the munsters tv series online Lipitor psa John holmes the pornstar Combine pro soccer exercise floor pilates boca raton pilates teacher Pregnany pilates